terça-feira, 22 de novembro de 2011

Aprendizado


Ele iria lembrar daquele momento por diversas vezes em sua vida...

"Mar crespo e vento forte. Quatro remavam e um ia ao timão, guiando o barco. Faltavam ainda uns seis ou sete quilômetros até a costa, e o sol alto manchava suas camisetas com suor. Estavam esgotados, mas não queriam ficar em alto mar.

Ele, em especial, dava seu máximo. Os outros apenas passavam os remos pela água; esperando. Ao sinal do timoneiro, entretanto, entenderam tudo. O leme ia a direita, mostrando quem realmente se esforçava ali.

Em uníssono, os demais a bordo pediram desculpas. A distância, a partir de então, já não assustava mais."

E assim é a vida, pensou.

As vezes é melhor deixar com que as pessoas percebam seus erros e atitudes do que cobrá-las por falhas.

Simplesmente não vale a pena.

3 comentários:

Viva. disse...

Apenas nós mesmos podemos perceber os erros que comentemos, porque são medidas particulares que nos mostram a sua real dimensão.

Maíra K. disse...

Acredito que admitir um erro é uma das maiores virtudes de um ser humano.

:*'s

Alexandre disse...


Sempre bom escrever... Essa é uma arte que deve ser bem desenvolvida... Parabéns pelo Blog... Se quiser também conhecer meu estilo o site está abaixo.

https://clubedeautores.com.br/book/148211--A_outra_face_do_mundo